Loading

  • image
  • image
  • image
  • Maio
  • 11
  • 2020

Quero ser Fotógrafo

Há duas décadas atrás era necessário um aparato, para registrar e depois ver imagens. Um processo que, além de uma câmera, exigia investimento em filmes fotográficos e na revelação deles. Ressalto que essa prática vintage é muito especial, afinal faz parte da magia de imortalizar o momento, trazê-lo à luz. O fato é que um estúdio de revelação, bem como os equipamentos para isso, sempre foram acessíveis à uma parte seleta dos amantes dessa arte. Foi com 10 anos de idade, que tomei uma câmera na mão pela primeira vez. Pertencia a um tio, que morara fora do país e vinha em datas especiais. Esse mesmo cara também era dono de uma filmadora, com a qual fiz vídeos de muitas festas da família, mas conto essa história depois. A caixinha preta tinha escrito o nome Fujifilm e abria atrás, onde ficava um rolo de plástico marrom. Então você colocava o olho num vidrinho atrás, que por sua vez te mostrava o que tinha à frente e apertava um botão. Para o próximo registro, uma manivela era puxada, ao girar uma engrenagem. Crianças, por via de regra, interessam-se por brinquedos e itens de personagens popularizados da TV. O que me despertava curiosidade eram os canais de vida animal, gravar e desgravar fitas k-7 no velho som, desmontar coisas e sonhar com o dia que sairia para ver o mundo. Acabei ganhando uma Fujifilm usada, que os adultos me deram para “brincar”. Levei a sério a coisa e passei a economizar moedinhas para comprar filmes, que revelava quando era possível. Essa paixão foi sufocada pela realidade em que vivia. Comecei a trabalhar aos 14 anos, para suprir necessidades básicas e a fotografia ficou nas lembranças dos álbuns de família. A chegada da tecnologia digital e smartphones com câmeras, fez essa chama acender-se novamente. Um amigo da família trabalhava como fotógrafo de eventos, me deixava editar as fotos que fazia e assim me reaproximei do ofício. Voltei a fotografar com uma Fujifilm Finepix e o primeiro registro foi a aranha ai em cima. A Fujifilm é uma líder de mercado e têm câmeras poderosas, que fotografam e filmam. Da incrível Série X, destaco os modelos X-T30 (intermediário) e X-T4 (top da linha Pro). Dois exemplares do tipo “mirrorless”, compactas, leves e impressionantes. A X-T4 é resistente à água e poeira, tem estabilizador de imagem, lcd flip, fotografa e filma em 4k e foi muito esperada. Os equipamentos Fujifilm representam o melhor custo-benefício do mercado, para iniciantes e profissionais. O design preserva o estilo clássico, com seletores de ISO, Obturador e F/stop ao alcance dos dedos, assim tornando a experiência de fotografar totalmente intuitiva. Eu já comecei minha economias para adquirir meu kit. Está começando na Fotografia? Explore você também o universo Fujifilm!

  • image
  • image
  • Maio
  • 04
  • 2020

Foto profissional com celular

A função retrato disponível na versões do iPhone Plus (a partir do 6), XR, X e em todas as novas, entrega uma experiência incrível de fotografia. Muito popular entre os fotógrafos o bokeh é uma técnica que cria um efeito desfoque, destacando o ponto escolhido para foco e é lindo. Mas calma, você nem precisa comprar um iPhone Pro para ter esse recurso incrível, há aplicativos Android e iOS só para essa finalidade, alguns gratuitos e outros com licença. Testamos 5 e escolhemos o Focos, na Apple Store, que no modo gratuito já faz muita coisa, tem licença mensal, anual ou definitiva, sendo a última a melhor opção. Recomendamos o After Focus, para baixar na Play Store.

image
  • Maio
  • 02
  • 2020

Começar um negócio online

O empresariado brasileiro está entendendo os benefícios do trabalho em casa (home-oficce). Por conta da cultura conservadora, comum em empresas familiares, a mentalidade de ter o colaborador ao alcance dos olhos, como garantia de resultados, era unanimidade. Usual em países de grande porte industrial, muitos estudos mostram que o home-oficce potencializa a produtividade e amplifica a criatividade. Os indicadores apontam o prazer de estar em casa, junto dos pertences e conectado com tudo que faz parte da identidade, como motivadores desses diferenciais. Benéfico em via de mão dupla, o trabalho em casa pode causar impacto positivo nas despesas do Empregador e tudo indica que veio para ficar. Em tempos de reclusão, convêm investir na adquisição de novos conhecimentos e para isso, tem muito curso na internet. Conhecemos alguns bem vantajosos, com certificado e podemos ajudar!

image
  • Abril
  • 22
  • 2020

Cidade Tempo

O Compositor e cantor Matheus Nogueira acaba de soltar uma prévia de sua nova música, "Cidade Tempo". O Jovem empreendedor da música é multi-instrumentista e dono de um carisma único.

Fique por Dentro

O canal noticiando aborda as novidades no universo do empreendorismo, traz informações úteis sobre o Parque Nacional Chapada dos Veadeiros, dicas sobre Fotografia e Audiovisual, Marketing e Publicidade Digital, Produção Cultural e Artîstica, Tecnologia, Cursos Profissionalizantes e lhe será útil desde o início de seu projeto.


Chama a gente no Whatsapp, só clicar no botão verde ao lado!

Nossos Projetos

Comprometida com a ampliação do acesso à inclusão digital, economia criativa, cultura, educação profissional e preservação dos biomas, a Humanizar realiza trabalhos voluntários.